CONTADOR DE VISITAS ON LINE

5º ENCONTRO ESTADUAL DE TERAPEUTAS E PROFISSIONAIS HOLÍSTICOS

5º ENCONTRO ESTADUAL DE TERAPEUTAS E PROFISSIONAIS HOLÍSTICOS

5º ENCONTRO ESTADUAL DE TERAPEUTAS E PROFISSIONAIS HOLÍSTICOS

5º ENCONTRO ESTADUAL DE TERAPEUTAS E PROFISSIONAIS HOLÍSTICOS

segunda-feira, 10 de maio de 2010

CLORETO DE MAGNÉSIO

É um suplemento alimentar mineral útil para os problemas de: reumatismo, artrite, artrose, nervo ciático, osteoporose, L.E.R., dores na coluna, articulações, gota e ácido úrico, fadiga e rigidez muscular, cãibras, problemas circulatórios, insônia, stress, sistema imunológico e cálculo renal de oxalato de cálcio.
IMPORTÂNCIA DO CLORETO DE MAGNÉSIO
Produz o equilíbrio mineral, animam os órgãos em suas funções catalisadoras, como os rins para eliminar o ácido úrico nas artroses. Descalcifica até as finas membranas nas articulações e as escleroses calcificadas, para evitar enfartes, purificando o sangue, vitaliza o cérebro e devolve ou conserva a juventude até alta idade. O magnésio é indispensável para o organismo, como o professor na sala de aula.
Os alimentos estão podre em magnésio (Mg), isto porque ingerimos Mg através do sal e principalmente vegetais. A clorofila dos vegetais tem sua estrutura formada pelo Mg, mas os adubos que utilizamos são feitos a base de hidrogênio, fósforo e potássio, não repondo o magnésio para as plantas. Da mesma forma o sal que utilizamos é muito podre em Mg, pois este é retirado de sua fórmula para que o sal fique seco.
Depois dos 40 anos, o organismo absorve menos magnésio, produzindo velhice e doenças. Ele regula o metabolismo do cálcio no organismo e ativa o sistema imunológico. Equilibra a distribuição de cálcio nos ossos, retirando de ontem há excesso e colocando onde há carência.
O magnésio não cria hábito, mas ao deixá-lo perde a proteção. Não fugirá a todas as doenças, dores e desgaste natural, mas serão bem mais atenuados ou eliminados. A maioria, contudo se deixará levar pelo comodismo até doer em vez de gozar de uma saúde radiante. O magnésio equilibra as funções vitais do organismo e não tem tempo de validade, mesmo que fique úmido.
INDICAÇÕES
FORMAÇÃO ORGÂNICA: Bico de papagaio, nervo ciático, coluna, calcificações, surdez por calcificação: 1 dose pela manhã, uma a tarde e uma a noite (em casos extremos).
ARTROSE: O ácido úrico é depositado nas articulações do corpo, visivelmente nos dedos que incham. É porque os rins estão falhando por falta de magnésio. Tomar uma dose pela manhã durante 20 dias, caso não houver melhora, tomar uma dose de manhã e uma a noite.
PRÓSTATA: Há casos em que a próstata regride às vezes ao normal. Tomar duas doses pela manhã e duas à noite.
CONSEQUÊNCIAS DA IDADE: Rigidez muscular, cãibras, trêmulo, artérias duras, falta de atividade cervical: 1 dose de manhã, uma a tarde e uma a noite.
CÂNCER: Nós todos temos em grau moderado. Consiste em células mal formadas por falta de alguma substância (refinados) ou presença de partícula tóxica.
O magnésio pode frear as ramificações cancerígenas, servindo como preventivo para o câncer. O Dr. Pierre Delbet usava na guerra de 1914 para lavar as feridas dos soldados. Nessa época ele ainda não sabia porque fazia bem. Em 1940 escreveu o livro “A política preventiva do câncer” já explicando porque o cloreto fazia bem.
FERIDAS: Pode-se utilizar para lavar feridas e partes infeccionadas fazendo uma solução isotônica de cloreto de magnésio. A solução é feita da seguinte maneira: diluir 33g em 3 litros de água funciona melhor do que os desinfetantes que utilizamos.
Em qualquer caso acima citado, após melhorar, reduzir o número de doses e tomar como preventivo de acordo com as doses estipuladas conforme a idade.
Além de tudo isso ele atua no combate a depressão, acalma o sistema nervoso e volta a lucidez cerebral. Promove a saúde do sistema cardiovascular, ajudando na prevenção de ataques cardíacos, evita a formação de cálculo renal e na vesícula. É bom contra a osteoporose. Limpa as artérias duras (esclerose) de suas incrustações, deixando o sangue puro e fluído para abrir as arteríolas e capilares (pequenos vasos sanguíneos), que voltam a irrigar o cérebro, coração, fígado, evitando complicações cardíacas. Evita fadiga e infecções e dá notório vigor e flexibilidade.
O cloreto de magnésio não é remédio, mas um complemento alimentar incrível que cura muitas doenças e da nova disposição ao organismo.
COMO TOMAR DE FORMA PREVENTIVA
Para preparar a solução, diluir 33 gramas de cloreto de magnésio em 1,5 litro de água.
Varia conforme a idade e a necessidade. Depois dos 40 anos de idade o organismo absorve sempre menos magnésio, produzindo velhice e doenças.
Dos 40 aos 55 anos: 1 copinho de cafezinho pela manhã.
Dos 55 anos em diante: 1 copinho de cafezinho pela manhã e meio a noite.
Crianças depois dos 10 anos podem tomar uma solução correspondente a uma colher das de sopa por dia. Depois dos 10 anos, já podem tomar a metade da dose do adulto. Mulheres grávidas podem tomar uma dose normal por dia, o que favorece parto suave e bebê sadio.
É bom tomar sempre, fazendo intervalo de algum tempo, por exemplo, para durante um mês e continuar tomando para nunca faltar magnésio no corpo.
O cloreto de magnésio, além de melhorar a circulação do sangue, duplica os glóbulos (soldados), que matam o triplo de micróbios e defende o organismo de doenças.
COMO TOMAR DURANTE O TRATAMANTO
Para pessoas que buscam um auxílio para o tratamento de alguma doença ou problema, tomar 2 copinhos de cafezinho por dia e em caso de cálculo renal de oxalato de cálcio tomar 3 copinhos por dia. Após atingir alívio ou cura reduzir para as doses preventivas acima citadas.
Contra indicado para pessoas com insuficiência renal grave, pois o magnésio é eliminado através da urina, portanto não fica acúmulo algum no organismo.
Fonte: artigo do Pe. Beno J. Schnorr, Colégio Catarinense, Professor de física, química e biologia (30/09/1985) e Dr. Luiz Moura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário